festa de antropologia cinema e arte . 2016

PERFORMACE: EM CIMA DA MESA: CONVERSA ASSISTIDA

Advertisements

 

No dia 10 de Março, dia da inauguração da FACA2016, teremos uma performance de Claire Buisson, que nos apresenta // Em cima da mesa: conversa assistida.

 

EM CIMA DA MESA: CONVERSA ASSISTIDA // CARPE DIEM ARTE E PESQUISA – 20H00 // ’20

 

Pôr as coisas em cima da mesa é uma maneira de nos confrontarmos com elas, de pegarmos nelas, de irmos em frente com elas. Aqui, Claire Bisson quer propor uma situação de conversa a partir e sobre os arquivos fotográficos que explorou na sua nova peça Corps Archivés. Em cima da mesa, as fotografias impressas. À volta da mesa, três convidados e duas cadeiras livres para quem quiser entrar na conversa. À volta da mesa redonda e dos seus convidados, as pessoas de pé assistem à conversa.

Agradecimentos a Ana Monteiro e Alfredo Martins pela participação.

Mais informações sobre o projecto aqui: http://www.dolcepunto.com/?lang=fr

 

Nota Biográfica: Claire Buisson (1982) tem formação em Antropologia e em Artes. Em 2010, acabou a sua tese de doutoramento sobre a noção de ambiente coreográfico. Desde 2008, frequenta diferentes contextos de formação em dança e coreografia com vários coreógrafos (Lia Rodrigues, Vera Mantero, Jennifer Lacey, Loic Touzé, Marlène Freitas, Vania Rovisco, Keith Hennessy, Julie Nioche, Benoit Lachambre, Myriam Gourfink, Meg Stuart, SNDO-Intensive Course). Em 2014, participou no PEPCC-programa de pesquisa coreográfica no Forum Dança – Lisboa.

Desde 2010, desenvolve seu trabalho artístico dentro da plataforma dolce punto (D_P). O seu primeiro projecto je suis un poumon (performance, instalação, vídeo e ateliers) estreou em 2013, no Festival Vivat la Danse. Actualmente, está a trabalhar na sua nova peça, Corps Archivés (estreia março 2016, Festival Grand Bain).

Trabalhou como intérprete com Luna Paese (Anatomie Imaginaire-2014) e Claudia Triozzi (Thèse Vivante-2012/2013). Desde 2015, iniciou uma colaboração com o coreógrafo Arkadi Zaides. Trabalha também com produção e coordenação de projectos (Majazé Film Festival, festival de videodanza Catania-2005; IXKIZIT-2004; dolce punto desde 2010). Lecciona, também, em vários contextos (IED-Roma, ISDAT-Toulouse, universidades), tendo coordenado durante dois anos um Mestrado em Práticas Performativas (2012-14).

 

 

 

 

Advertisements